MiEGSI

ALUNOS


O curso é bastante completo e, acima de tudo, prepara-nos para o mercado de trabalho. Apesar de não considerar um curso de elevada dificuldade, é um curso que requer muito trabalho e dedicação fora de aulas, pois contém um elevado número de projetos de grupo. É nestes grupos que além do desenvolvimento das hard-skills, são também desenvolvidas as soft-skills necessárias para o mercado de trabalho. É um curso assente em duas grandes vertentes, a tecnológica e a gestão que permite aos alunos compreender as organizações e as suas necessidades em termos de tecnologias de informação. Sinto-me bastante satisfeito com a minha formação, acho que ao longo do meu percurso académico desenvolvi as capacidades necessárias para ingressar no mercado de trabalho.

Nuno Silva (2010-2015)


Este curso foi, desde logo, a minha primeira opção quando ingressei no ensino superior, pela combinação de duas áreas em especial: tecnologia e gestão de empresas. Contudo, à medida que os anos avançaram, e na minha opinião, principalmente no 3º e 4º ano – na altura certa, o curso revelou ser muito mais que tecnologia e gestão de empresas e certas unidades curriculares começaram a definir o meu percurso académico, e talvez profissional, quando me deparei com a possibilidade de recorrer à tecnologia usando quantidades enormes de dados disponível na internet para benefício das organizações.

Por outro lado, outro ponto fulcral do curso passa pela grande parte das UC’s exigirem o trabalho em grupo que proporciona aos alunos, para além de adquirir conhecimento relacionado com a UC, trabalharem as soft-skills tão faladas hoje em dia. Estou confiante que este curso me proporcionará a carreira que desejo!

Carina Andrade (2010-2015)


EX ALUNOS

Este curso e a UMinho proporcionou-me grande enriquecimento académico e profissional, social e humano durante a minha formação.

Os professores com quem me relacionei refletiram a ambição de formar e preparar profissionais valiosos para um mercado de trabalho global e competitivo.

O programa científico e pedagógico permitiu-me desenvolver capacidades profissionais nas mais diversas áreas de Sistemas de Informação e Tecnologias da Informação e Comunicação que tenho aplicado como consultor em projectos de desenvolvimento aplicacional, optimização de comunicações (LAN), análise funcional de processos organizacionais, etc.

Luís Rodrigues (ex-aluno LIG)


Os cursos do universo TSI@UMinho e em particular o MiEGSI permitem adquirir diversos conhecimentos na área das Tecnologias e Sistemas de Informação.

O MIEGSI fomenta não só a aprendizagem e a formação de profissionais de excelência na área das TIC mas também a criação de soft-skills e a participação dos alunos em atividades de gestão. Numa vertente mais de investigação, o curso cria bases fundamentais à criação de novo conhecimento científico.

A estreita ligação entre o curso e o núcleo de estudantes facilita a integração no mercado de trabalho. O TSI.2.Market é fundamental para criar uma rede de contactos dentro das maiores empresas na área.

Ao longo do meu percurso académico, o MEGSI foi essencial na aquisição de várias competências transversais que me permitiram ocupar vários cargos de gestão na Universidade do Minho.

Após concluir o MEGSI enverguei por uma carreira científica, concluí o doutoramento e atualmente sou professor e investigador na UM. Durante estes anos foi possível verificar que os conhecimentos aprendidos têm sido fundamentais para desenvolver atividades de investigação e ensino.

O MiEGSI é um curso do presente a olhar para o futuro!

Filipe Portela (ex-aluno LIG, LTSI e MEGSI)


O curso proporcionou-me uma experiência ímpar e permitiu-me desenvolver competências técnicas e sociais que se tornaram uma vantagem competitiva para o meu percurso profissional. É frequente após 12 anos passados recordar no meu dia a dia momentos marcantes de ensinamentos e experiencias partilhadas no curso que hoje me ajudam a vencer no dia a dia e a liderar com sucesso uma equipa de 100 pessoas. É para mim inequívoco que este curso potenciou a minha carreira, me abriu oportunidades no mercado, e acima de tudo é um excelente cartão de visita no nosso curriculum vitae.

Leandro Pereira (ex-aluno LIG)


O meu percurso profissional foi profundamente marcado pela minha formação em Informática de Gestão (como é sabido, Informática de Gestão é a já "velhinha"/"antiga" designação do MiEGSI).

Ao longo dos (já longos, mas bons) anos que se seguiram a terminar o curso (na altura, curso de cinco anos, tal como o MiEGSI atualmente), tive a oportunidade de exercer atividades muito diversas, incluindo as de programador de aplicações informáticas, analista de sistemas de informação, gestor de projetos, consultor em tecnologias e sistemas de informação, investigador, docente, entre outras atividades que exerci mais pontualmente. Estas atividades foram desenvolvidas em várias entidades públicas e privadas e em vários projetos, também eles com características muito diferentes.

Na verdade, para o exercício de todas estas atividades, foi fundamental a minha formação (formal e não formal) em Informática de Gestão na Escola de Engenharia da Universidade do Minho. E não refiro “apenas” a formação em contexto de aula, mas também toda a aprendizagem que se obtém, por exemplo, em convívio com os colegas, com os professores do Departamento de Sistemas de Informação e de outros departamentos, com os funcionários não docentes, e na organização de eventos (como, por exemplo, as “Jornadas de Informática de Gestão”/”TSI2Market”).

Naturalmente que, do conjunto das várias atividades exercidas, tenho de destacar aquela que é desde há mais de dez anos a minha atividade principal: a de docente. É interessante notar que, em várias unidades curriculares (por exemplo, “Projeto de Tecnologias e Sistemas de Informação”), sou atualmente docente daqueles que são os meus “colegas de curso” mais novos... ou melhor, os meus “colegas de curso” - bem - mais novos... ;-). Também neste caso, a formação de base em Informática de Gestão (MiEGSI) teve (e tem) um papel central, dado que me permitiu trabalhar com entusiasmo e segurança em unidades curriculares muito diversas, com foco desde a programação de aplicações informáticas até ao planeamento de sistemas de informação.

Para terminar, até porque o "testemunho" que me foi pedido já vai longo, há uma frase atribuída a Confúcio de que gosto muito: "Escolhe um trabalho de que gostes, e não terás de trabalhar nem um dia na tua vida". Atrevo-me a afirmar que o MiEGSI poderá muito bem ser o curso que te vai permitir alcançar isso... para mim foi.

João Varajão (ex-aluno LIG)



EMPREGADORES


Desde os tempos da Licenciatura em Informática de Gestão que a F3M tem apostado claramente nos jovens saídos desta licenciatura e, independentemente das mudanças a nível de nomenclatura e plano curricular, é para nós claro que a aposta nos alunos de MiEGSI é algo para continuar. Como muitas vezes costumo dizer em intervenções públicas, há universidades que desde logo colocam uma “marca” nos seus alunos e a Universidade do Minho é uma delas. Em termos genéricos, independentemente do nosso sector de actividade, sabemos que o “produto final UMinho” é um “produto” de qualidade, em função da história da universidade, dos seus docentes e das condições de trabalho que são proporcionadas aos alunos. No caso do MiEGSI sabemos perfeitamente com que contar, desde os tempos do saudoso professor Altamiro Machado. Assim, temos encontrado jovens que chegam ao final do seu mestrado integrado com uma sólida formação de base e, mais do que isso, com uma enorme versatilidade. Temos a consciência plena que um aluno do MiEGSI está capacitado para os desafios que as empresas tecnológicas como a nossa, operando de forma multipolar, lhes irão colocar.

Temos pois um grau efectivo de satisfação com os alunos que saem deste curso, satisfação essa que desde logo se baseia no nosso conhecimento do corpo docente. Esta é uma questão essencial para nós, pois conhecemos em termos concretos o corpo docente e sabemos da importância que esses docentes dão à interacção com o mundo empresarial. Por isso, julgo que este caminho conjunto que temos percorrido irá continuar com plena satisfação dos alunos que recrutamos e da F3M como empresa que tem crescido (também) com estes jovens.

Pedro Fraga (CEO, F3M)


A Optimizer tem na sua estrutura profissionais altamente qualificados e acreditamos que o sucesso do crescimento e sustentabilidade tem como base o recrutamento de pessoas que acreditam no seu potencial, que tenham um percurso académico de excelência e que estejam devidamente preparados para entrar no mercado real de trabalho.

Tendo essa premissa, a Universidade do Minho, conjuntamente com os seus professores, permite alavancar os alunos tanto ao nível profissional como pessoal, dotando e preparando os alunos com as competências necessárias para enfrentar as adversidades com bom desempenho, para serem peças-chave nos projetos em que participam, o que lhes permite crescer a título pessoal e profissional e assegurar naturalmente que a Optimizer cresça enquanto organização. Por estes motivos, a Optimizer vê a Universidade do Minho como um bom local onde pode reforçar a sua equipa.

Rui Lopes (Business Unit Manager, Optimizer)